H3N2: o que é, sintomas, transmissão, tratamento e prevenção

Atualizado: Jan 5


O alto número de casos de Influenza H3N2 em todo o país tem preocupado os profissionais de saúde e órgãos competentes. Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador são as cidades com maior incidência. A doença tem sintomas parecidos aos de uma gripe comum.


Assim como o H1N1, o H3N2 é um subtipo de influenzavírus A. As diferenças entre eles ocorrem por mudanças nas proteínas de superfície – hemaglutinina e neuraminidase.


O vírus tem uma característica sazonal: ele circula durante o ano todo, nas diversas regiões do mundo, com predomínio nos meses do outono e inverno.


De acordo com o Dr. Álvaro Furtado, que infectologia e professor da Sanar, o momento que vivemos agora é de um surto extratemporal de influenza, de H3N2. O fenômeno incomum pode ter relação com a baixa cobertura vacinal contra a gripe e flexibilização das medidas de restrição e prevenção adotadas contra a Covid-19.


“As campanhas foram centralizadas para a vacinação contra a Covid-19. Tivemos as campanhas de influenza, mas a adesão à vacina da gripe foi pequena. Quando há uma baixa adesão, também há um nível mais baixo de proteção”, explica o médico.


O médico também pontuou que o uso de máscaras, a higienização das mãos e o distanciamento social, principalmente a máscara, segurou bastante a transmissão de vírus respiratório.


Para conter o surto, o Dr. Álvaro Furtado afirma que é “preciso voltar a focar no uso de máscara, nas medidas de prevenção e pensar em campanhas de imunização, mesmo que mais tardias e que o imunizante disponível tenha um sorotipo diferente do que está circulado, porque pode ter uma proteção cruzada”.


O que é o H3N2 e como ocorre a transmissão?


O vírus H3N2 é um dos subtipos do vírus Influenza A, também conhecido como vírus do tipo A, que é um dos principais responsáveis pela gripe comum, conhecida como gripe A, e pelos resfriados.


É facilmente transmitido de pessoa para pessoa, semelhante a como ocorre com o coronavírus através de gotículas expelidas pela tosse, espirro ou fala.


O H3N2 surgiu em Hong Kong na década de 1960, mas sofreu uma nova mutação na Austrália. A cepa é chamada de Darwin, pois é o nome da cidade australiana onde ela foi sequenciada.


Vale acrescentar que, de acordo com o Influenza Research Database, um banco de dados global com informações sobre os tipos de vírus da gripe já identificados, mostra que a cepa H3N2 foi coletada pela primeira vez na Austrália e teve o genoma submetido ao GenBank em 2008.


Quais são os sintomas? Como é feito o tratamento?


Os sintomas mais comuns são picos de febre, dor de garganta, tosse, secreção nasal excessiva, dor de cabeça e no corpo e mal-estar intenso. Pode ter ocorrência de vômito e diarreia.